Receitas, Vegetariano
comments 2

Caril de Lentilhas com Banana

carillentilhas

Caril não é uma especiaria, são várias!
Pó de Caril ou Pasta de Caril, erradamente designado como uma especiaria é usado milenarmente por mais de metade da população mundial.
Este condimento é caracterizado pela sua cor amarelo torrado e um aroma forte proveniente das especiarias que é composto que podem ir de quatro a 70, variando principalmente de acordo com a sua origem e/ou região.
A Portugal este condimento chegou-nos através dos Portugueses residentes na ex colônia Goa e pela grande afluência de emigrantes vindos de Moçambique pós independência do país. Todos eles nos trouxeram inúmeras receitas onde este condimento é rei!
As especiarias base que formam este condimento são o açafrão, também conhecido como o ouro vermelho, cardamono, gengibre, coentro, cominho, noz moscada, pimenta, canela e cravinho. Claro que estes serão algumas das muitas especiarias que podem constar da receita ou rótulo – no caso das marcas que comercializam este condimento. Esta mistura de especiarias confere ao Caril um sabor exótico e, por vezes, extremamente picante.

Alvo de diversos artigos e estudos pelas suas propriedades curativas e anti-oxidantes, no que refere aos benefícios à saúde humana. Segundo a Universidade Nacional de Singapura, ingerir mesmo que moderadamente Caril, ajuda a melhorar o desempenho mental prevenindo o Alzheimer. As propriedades curativas e anti-oxidantes provenientes da curcumina (que se encontra no Caril) também estão comprovadas, esta especiaria é capaz de bloquear o processo biológico da progressão do cancro. Segundo cientistas chineses, americanos e finlandeses, também combate a cirrose hepática.

Às outras especiarias presentes no Caril é-lhes dado os benefícios de auxílio na queima de gorduras, controlo de asma, diminuição de inchaço das articulações, melhor digestão e melhorias no aspeto da sua pele, cabelo e unhas. A lista de propriedades benéficas poderá ser infinita, tudo dependerá das especiarias que o compõem.
Seja aventureiro, faça o seu pó ou pasta de Caril, adicione-o a legumes, como acompanhamento de uma carne ou peixe… deixe-se levar pela imaginação ou paladar e no final, deixe as especiarias fazerem o seu trabalho à sua saúde! Só tem a ganhar!

Pó de Caril de Goa
Malaguetas – 2 (Secas)
Sementes de Coentro – 4 Colheres de Sopa
Sementes de Cominho – 2 Colheres de Sopa
Sementes de Mostarda – 1 Colher de Chá
Pimenta Preta – 1+1/2 Colher de Sopa (Grão)
Folha de Caril – 6
Gengibre – 1/2 Colher de Chá (Moído)
Curcuma – 1 Colher de Chá (Moído)
Leve todos os ingredientes, exceto as folhas de caril, o gengibre e a curcuma, a torrar numa frigideira. Quando sentir que os aromas se estão a libertar retire do lume e deixe arrefecer. Coloque as folhas de caril numa frigideira até estas apresentarem um aspeto seco. Junte as folhas ao preparado anterior e triture tudo até se obter um pó fino. Junte o gengibre e a curcuma. Guarde o caril num frasco hermético até dois meses.

Receita

Número de Pessoas: 2 pessoas
Tempo de Preparação: 20 min
Dificuldade: Fácil

Ingredientes
200 gr Lentilhas
1 Cebola
2 colher de chá de Caril
1 Banana
1 ramo de Coentros
Água
Azeite
Sal

Preparação
1. Demolhe as lentilhas durante cerca de 2 horas.
2. Numa caçarola, refogue a cebola em azeite até esta ficar transparente.
3. Adicione o caril mexendo bem.
4. Junte as lentilhas e cubra com água. Tempere com a sal a gosto.
5. Deixe as lentilhas cozer.
6. Entretanto esmague uma banana. Pique os coentros.
7. Quando as lentilhas já estiverem cozidas junte a banana e os coentros mexendo bem e deixe apurar.
8. Sirva com arroz branco.

….

Texto: Marta Gregório
Recceita, Fotografia e Styling: Cristina Vaz

2 Comments

    • Saliva says

      Olá Sara,
      É indiferente, com qualquer uma fica super saboroso. Tenha apenas atenção ao tempo de cozedura de uma e de outra que podem ser diferentes tempos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>