Faz Bem
comment 1

Bagas Goji, teremos descoberto a “fonte da juventude”?

Talvez Li Ching-Yuen, herbalista Chinês, possa dizer que sim, uma vez que se pensa que tenha vivido até aos 252 anos com o hábito de consumir frequentemente bagas Goji. Serão então as bagas Goji o segredo para a longevidade? Não lhe sabemos dar a resposta mas vamos tentar dar-lhe a conhecer melhor este pequeno fruto vermelho.

As bagas Goji são o fruto da planta Lycium barbarum, cujo cultivo e produção é oriundo das regiões Ningxia e Xinjiang, localizadas no norte da China. Têm sido utilizadas na medicina Chinesa, há mais de 5000 anos, no tratamento de problemas hepáticos, problemas renais, infertilidade, entre outras doenças. Acreditava-se que aumentavam a longevidade.

Em termos concretos, as bagas Goji são de uma riqueza nutricional impressionante. Contêm 18 aminoácidos, incluindo os 8 aminoácidos essenciais que o corpo não tem capacidade de produzir e que precisa de obter através dos alimentos que os contêm. Boa fonte de cálcio, ferro (numa quantidade 15 vezes superior à encontrada nos espinafres), potássio, zinco e selénio.

As bagas Goji têm maior teor em vitamina C do que o encontrado nas laranjas, são fonte de vitaminas do complexo B (B1, B2 e B6), vitamina A e vitamina E.

Mas o que mais distingue as bagas Goji é o seu forte poder antioxidante, maior do que qualquer outro alimento, o que as posiciona no topo da lista do teste ORAC (Oxigen Radical Absorbance Capacity) que mede a capacidade antioxidante dos alimentos. Destaco os carotenóides (melhor fonte alimentar conhecida) como o betacaroteno, em quantidade superior à da cenoura, a zeaxantina e luteína, importantes na saúde ocular e o licopeno; e diversos pigmentos fenólicos, com propriedades antioxidantes.

O fruto maduro contém betasisterol que é um dos vários fitoesteróis, com estrutura química semelhante ao colesterol, que tem sido estudado pelo seu potencial efeito protector no aparecimento da hiperplasia benigna da próstata e na redução dos níveis plasmáticos de colesterol.

As bagas Goji são também uma fonte de ácidos gordos insaturados, entre os quais se destacam os ácidos gordos essenciais, ácido linoleico e alfa-linolénico.

Além do referido, este pequeno fruto tem compostos que parecem reforçar o sistema imunitário, compostos com propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e antifúngicas.

No entanto, cuidado com o seu consumo, caso tome medicação, como anti-coagulantes (ex. Varfine), anti-hipertensores e antidiabéticos orais, pois as Bagas Goji podem interferir com o efeito destes medicamentos. Fale com o seu médico antes!

As bagas Goji têm andado muito em voga mas lembre-se que para se ter uma alimentação saudável não é preciso seguir “modas” efémeras, nem idolatrar alimentos, é preciso sim esforçarmo-nos por ter uma alimentação colorida, variada e pouco monótona. Se gosta de bagas Goji inclua-as na sua alimentação (em média 10g por dia), misturadas com outros cereais e adicionadas a iogurte, em saladas, em sobremesas ou até consumidas simples, mas faça-o se gosta e se sente bem com elas e não por “obrigação”.

Sabia que…
Também são conhecidas por “bagas lobo” (wolfberries). A origem do nome ainda levanta dúvidas mas pensa-se que o “lobo” deriva da palavra Grega “Lycos” (lobo) parecida com Lycium.

A palavra “Goji” trata-se de uma aproximação, na pronúncia, à palavra gǒuqǐ, o nome dado à planta de bagas Goji, em vários dialectos Chineses. Este nome deriva possivelmente do termo Persa “gojeh” que significa baga.

1 Comment

  1. Olá! Adorei essa reportagem, pois consumo muito frutas de goji berry e adoro!
    compro sempre do emporium sim sim, essas frutas são bem doces e graúdas, pra quem não acha o goji de excelente qualidade, deixei um site especializado! Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *