Faz Bem, Saúdavel
Leave a comment

Quinoa, o cereal adorado pelos Incas

quinoa

Os Incas consideravam a quinoa um cereal sagrado e chamavam-na de “chisiya mama”, que em quíchua significa “mãe de todos os grãos”. É uma planta nativa dos Andes sendo cultivada, pelos povos em torno desta cordilheira, desde há 5000 anos. Tem sido um cereal muito importante na dieta alimentar de países como o Perú, a Bolívia, o Equador e o Chile.

A quinoa é considerada um pseudo-cereal pois não pertence à família das gramíneas, como é o caso do trigo ou centeio. Os pseudo-cereais distinguem-se pelo facto de serem ricos em proteína, noutros nutrientes e isentos de glúten, mas como têm aspecto semelhante aos cereais comuns e alto conteúdo em amido, confundem-se como tal.

O teor proteico da quinoa é bastante elevado possuindo todos os aminoácidos essenciais e assim considerada uma fonte de proteínas de alto valor biológico – algo que geralmente só ocorre em alimentos proteicos de origem animal. É fonte de ácidos gordos essenciais, ómega 3 e ómega 6, bastante importantes na prevenção de doenças cardiovasculares e diminuição dos valores de colesterol.

É um pseudo-cereal rico em fibra (tem o dobro da fibra encontrada na aveia) e em hidratos de carbono sob a forma de amido, além de ser isenta de glúten, algo benéfico para os doentes celíacos e para pessoas que sigam uma dieta sem glúten.

A quinoa é uma excelente fonte de tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), vitamina B6, folato (vitamina B9) e vitamina E. Os teores de ferro, magnésio, fósforo, manganésio e zinco são bastante impressionantes. O zinco, por exemplo, é fundamental para o normal funcionamento do sistema imunitário e reprodutor; e o fósforo é necessário para a activação de diversas enzimas e hormonas, é componente estrutural dos ossos e é parte integrante do DNA e RNA.

Considerada um “Superalimento”, por causa da sua riqueza nutricional, o consumo regular de quinoa é sem dúvida uma mais valia para a sua saúde!

Sabia que…
A NASA utiliza a quinoa na alimentação dos astronautas que embarcam em viagens de longa duração, devido à sua riqueza nutricional.

Existem cerca de 120 espécies da planta quinoa, conhecendo-se mais de oito mil variedades, que dependendo do local de cultivo, podem ter cores bem diversas desde o preto, o vermelho até ao amarelo claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>