Comer Fora, Grande Lisboa, Lisboa, Restaurantes
Leave a comment

Ostraria  

Ostraria

Nem acredito que andei perdida pelo mundo, durante 26 anos, sem ter tido a felicidade de conhecer o sabor da ostra. E senhores, se há sítio para as comer, quer se goste muito, quer se goste pouco, quer se goste nada, é na Ostraria. Acreditem, a vossa perspetiva sobre as ostras vai mudar radicalmente.

A ostraria apresenta-se como um bar, com um conceito de estabelecimento pop-up que podem encontrar no Hotel do Chiado, mais precisamente no seu rooftop, fazendo parte do espaço do bar do hotel, o Entretanto. É aqui que somos recebidos, com muita simpatia e descontração pelo staff e pela vista magnífica que o terraço nos oferece sobre Lisboa.

O momento da verdade….Chegam as primeiras ostras. A apresentação é irrepreensível e há uma que me chama a atenção, a Ceviche de beterraba que, em conjunto com a de maçã verde, pepino e menta, dá vida ao prato. No prato estavam também a ostra tradicional, a vinagrete e de pickle de funcho. Achei por bem começar pela ostra tradicional, aquela que devemos comer com umas gotas de limão, para perceber o verdadeiro sabor da ostra. Confesso que não estava preparada para… ficar fã incondicional. O cheiro da ostra transporta-nos para perto do mar e o sabor faz-nos dar um mergulho no meio do oceano e, cada uma que provava, era uma nova surpresa. As combinações, que à partida parecem improváveis, são na verdade um casamento perfeito. A que elegi como preferida foi precisamente a que me chamou a atenção visualmente, a de beterraba, com um toque adocicado e ligeiramente picante.

A Ostraria prima pela originalidade e espirito empreendedor e pensou em tudo. Para chegar a todos os gostos, aproveitando para inovar, em bom, nascem as ostras fritas, acompanhadas com maionese Nori do Atlântico (essa mesma! A alga que é utilizada no sushi) e um molho de iogurte, pepino e endro. Mais uma vez, uma aposta ganha! Aqui, o sabor da ostra perde-se um pouco, bem como a textura da ostra crua, podendo ser mais apreciado pelos menos entusiastas. Eu, entusiasta desde a primeira dentada, delirei com as ostras fritas e com a maionese soberba de Nori!

No menu podemos encontrar várias opções, desde as ostras tradicionais até às mais contemporâneas, servidas com vodka e caviar, as mais requintadas, servidas com champanhe, passando pela irreverência da sandes de ostra… Sim, também há uma sandes de ostra!

Querem mais razões para irem conhecer a Ostraria? Podem visitar o bar de Quinta-feira a Domingo, das 12.30h às 22h e, podemos revelar que para o Verão há novidades… A Ostraria vai estar em vários pontos do País, incluindo o NosoloÁgua, em Portimão.

Facebook
Site

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>