Livros, Outros Sabores
Leave a comment

Livro Dieta Bravo®

No livro Dieta Bravo®, o Dr. João Bravo partilha como tudo começou. O porquê da sua área de formação em Naturopatia e Nutrição Aplicada; as especializações complementares em Portugal e no estrangeiro (Espanha, Canadá, Novo México); o seu percurso academico, mas mais que isso: fala sobre si. Desde muito novo que travou uma luta contra o excesso de peso. A perda do mesmo e a recuperação deste pouco tempo depois.

Quando passamos por uma situação compreendemos melhor o outro, pois a empatia é imediata. Sabemos o que é não nos sentirmos bem, subirmos três lances de escada e já estarmos ofegantes, aquela roupa que tanto gostamos não nos serve ou não nos fica tão bem dado o nosso peso, o corpo ressente-se com dores, entre outros. Não é apenas uma questão de auto estima, é um todo: é físico, é psicológico. Pela nossa saúde, por hoje, amanhã e pelo nosso futuro.

A Dieta Bravo® é descrita como “acima de tudo um plano de vida saudável, que abrange a alimentação, a mudança da atitude mental, exercício e mudança pacífica de hábitos enraizados.” onde nos é explicado “como é possível atingir o peso ideal sem privações alimentares, apresentando conceitos inovadores, como o índice e carga glicémica, que ajudará a monitorizar a carga de açúcar no sangue.” conjugado com o sistema MAP, criado após anos de investigação, “que integra a medicina natural, a alimentação saudável e a programação neurolinguística.”

Achei interessante a forma como o Dr. João Bravo descreve todo o processo de reeducação alimentar para o bem maior: estarmos e sentirmo-nos bem na nossa pele, no nosso corpo e prevenir doenças, assim como melhoramento significativo das existentes. Definiu este processo como uma viagem composta por 4 fases: a fase da descolagem, a fase da viagem, a fase da aterragem e a fase detox. Em todas as viagens há sempre o ponto de partida e esse tem que começar por nós. Temos que querer e prepararmo-nos para o mesmo.

Reconheço-me no processo do Livro Dieta Bravo® pois abracei o desafio de mudar de hábitos e cuidar de mim num todo. Logo identifiquei-me com vários dos processos descritos no livro:

– Um objectivo de cada vez;
– É preciso compromisso, foco e muita disciplina mental e física;
– Ter opções diferentes porém saudáveis para cada uma das refeições;
– Compreender que estar muitas horas sem comer não é saudável;
– Perceber que há alimentos com alto índice glicémico que têm carga glicémica baixa e que são 
utilizados nesta perda de peso;
– Utilizar suplementos naturais como complementos: a importância de desintoxicar e drenar em excesso do organismo, a normalização do trânsito intestinal, excesso de apetite e controle de açúcar no sangue e captação de gordura;
– Saber quais os alimentos a evitar e quais os permitidos em cada uma das fases. É preciso preparar o corpo para a nossa nova realidade e depois aos poucos reintroduzir todos.
– Como cozinhar os alimentos? Aprender a fazer receitas apetitosas ao olhar e ao paladar;
– Beber água e bebidas alternativas saudáveis: várias sugestões nas receitas da Dieta Bravo® (leite de coco, amêndoa, águas aromatizadas como hortelã e pepino ou limão e gengibre entre outras);
– O praticar exercício físico adequado à nossa realidade. Sugestão dos 10.000 passos e posteriormente, alguns exercícios que podemos fazer em casa, no jardim;
– A importância de descodificar os rótulos (muito do que é light não é definitivamente saudável.);
– E quando pecamos? Sim, também me aconteceu. Não nos recriminemos porém retomemos com todo o foco;
– Comer fora não implica um sacrifício. Temos é que aprender a conhecer quais são e optar por estas. Para que isto aconteça é preciso tempo e conhecimento interno.
– Numa fase posterior, saber que quando “pecamos”, o pecado sabe ainda melhor pois é pontual. Os excessos são mesmo excessos e sobretudo, o dia da asneira. É importante, dá alento porém é preciso atingir metas antes de podermos usufruir desse mesmo dia.
– A máxima do pequeno almoço de rei, almoço de príncipe e jantar de pobre mantém-se.

 Aprendi neste processo e aprendo todos os dias que ter uma alimentação saudável não implica deixar de comer o que se gosta ou ter uma alimentação “enfadonha”. É possível fazer uma alimentação excelente com nutrientes saudáveis e que nos elevam o corpo e a alma sem aumentar o peso na balança. Nem 8 nem 8O.  É preciso é saber equilibrar e sobretudo conhecer os alimentos e a nós, as nossas necessidades e não perder o foco, o compromisso. E depois das festas ou manjares, fazer a fase detox.

Deixo-vos algumas das sugestões de receitas que vêm no livro Dieta Bravo® e que são um regalo à vista e ao sabor a nível de refeições almoço/jantar: panquecas de aveia e linhaça; pizza light; dourada ao sal com legumes salteados;  esparguete de curgete com carne picada e cogumelos; delícia de bacalhau, entre outras. Também há as receitas para levar na marmita: salada de frango com mirtilos e framboesas; salada de delícias do mar;

Os temperos e acompanhamentos não foram esquecidos: molho vinagrete, molho pesto light, tempero de azeite com lima e tomatinhos cherry assados no forno, respectivamente.

Bom usufruto e sobretudo, boa viagem (sorriso).

Transcrevo parte da nota final do livro: “A melhor forma de aprender é ensinando… é fundamental que ensine o conteúdo deste livro a alguém. Seja a mudança que quer ver no mundo.”.

Cuidar de nós é primordial. Cuide de si e dos outros também.
Aproveite a Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *