Comer Fora, Porto, Restaurantes, Zona Norte
Leave a comment

Porto Sentido

PortoSentido

Com certeza o nome do Chefe Cordeiro vos soa sonante, não só pela excelência da sua cozinha como pelo seu percurso profissional. Crescido em Trás-os-Montes, trabalhou em alguns dos mais emblemáticos restaurantes nacionais, sendo que conta já com duas estrelas do guia Michelin. Além de duas obras já publicadas, abriu os seus próprios espaços: um em Luanda e outro em Lisboa. Mas, como amante do Porto, decidiu abrir um espaço dedicado à cidade, o Porto Sentido by Chefe Cordeiro. Ali mesmo na baixa portuense, no edifício da Ordem dos Engenheiros, podemos deliciar- nos com os pratos da sua autoria.

A remodelação do espaço ficou a cargo do Arquitecto Miguel Melo que, tendo recorrido à inspiração da engenharia, dotou as paredes e os tectos de traços rectos e originais, com recurso à madeira, vidro e ferro. No restaurante podem encontrar duas salas distintas, uma esplanada e um clube lounge mais intimista, com um pequeno jardim interior.

A tarefa difícil por aqui é mesmo escolher o prato a degustar. A carta é extensa e folheá-la desperta- nos a curiosidade, isto porque – apesar de estar repleta de pratos tradicionais – denota-se o toque moderno que o Chefe deposita na sua comida e que tanto o caracteriza. E, então, para entrada, optámos pelos mexilhões em molho de tomate e alvarinho. Um óptimo começo, pela leveza do prato e suavidade do molho, e a acompanhar um belo vinho branco do Douro. Sendo que neste dia se dava início ao Festival do Arroz – com oito pratos disponíveis com este ingrediente -, a escolha passou pelo arroz de bacalhau, tão típico. Soberbamente preparado, com a dose certa de picante, o verdadeiro “comer e chorar por mais”, com uma notória qualidade e frescura dos ingredientes. Ainda provamos um prato pertencente à carta comum: o peito de frango recheado com manteiga de alho e tomilho, acompanhado de puré de batata doce e alho. Das junções mais deliciosas que se pode conceber, uma combinação de sabores harmoniosa. O frango confeccionado no ponto, desfazendo-se à passagem dos talheres e o puré – arrisco a dizer – o melhor que já provámos. A sobremesa, por fim, mais uma escolha árdua com várias opções que, aos nossos olhos, merecem várias idas ao restaurante. Provamos a tarte de limão, manjerição e compota de ruibarbo e, ainda, o folhado crocante com mousseline e frutos do bosque. O mote perfeito para concluirmos que os preparados do Chefe Cordeiro são verdadeiramente fantásticos e requerem talento.

Com uma apresentação irrepreensível, impossível não sentir o amor que se deposita na confecção destes pratos. Os sabores que se sentem levam-nos a viajar no tempo e a querer sempre mais. O Porto Sentido é daquele tipo de espaços que não deixámos nunca, porque nos faz acreditar que um bom prato nos faz mais felizes.

Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>