A qualquer hora, Comer Fora, Gelados, Gelataria, Grande Lisboa, Lisboa
Leave a comment

Laboratório do Gelado 196

LaboratorioGeladoSub196

Rua José Duro 21B, Alvalade. Um espaço diferente e mágico: tubos de ensaio, os hexágonos no chão lembram as estruturas moleculares, na parede o símbolo químico do azoto, no tecto um candeeiro com a forma de lâmpada.  Bata, óculos protectores e luvas como uniforme como se de um laboratório se tratasse. Um espaço com 4 mesas e uma mesa alta, deveras cosy. Cada gelado leva menos de 2 minutos a ser confecciondo após o seu pedido e quem quiser levar para casa, também o poderá fazer. Há embalagens de 0,5; 1l e 1,5litros.

O mentor do Laboratório do Gelado 196 é Pedro Viana. Para além da sua formação (área da hotelaria), o Pedro é um criativo nato. Trabalhou em muitos países (Suíça, Luxemburgo, Veneza, Noruega, França entre outros) e no decorrer da nossa conversa, sente-se a paixão que tem por este projecto tão delicioso e o porquê do mesmo. A inspiração veio das geladarias da Austrália e quis, fazer em Portugal, fazer algo diferente. E o desafio é diário e contínuo: o criar novos sabores e conjugações, levar o laboratório à Rua (Feiras CCB, Principe Real, entre outras) e quem sabe um dia destes num restaurante descubramos que a sobremesa tem o seu toque especial. Gosta de produtos raros e naturais. Falou-nos dos sabores dos gelados de memória: que criam cheiros, sentidos, vida. Algodão doce, leite de cabra com nozes pecan e o de alfazema, abacaxi e goiabada disposto em meio coco. Parece-nos tão bem!

Às frutas (sempre frescas excepto que tiver que vir do seu país de origem congelado no caso do açaí), quando se junta a  temperatura negativa do nitrogênio, 196, também conhecido como azoto líquido, em menos de 20 segundo o líquido passa a sólido, deixando uma nuvem de fumo atrás do balcão. É, de facto, uma experiência única. As flores, plantas, frutos secos e metais (sempre comestíveis claro) são os complementos que dão o toque final.

Olhamos para a ardósia na parede onde surgem 4 a 5 gelados assim como 4 a 5 sorbets (entre outras opções) e temos que escolher. Apetece fazer um dó li tá… A mente viaja e lá escolhe o gelado de framboesa e o de pistacho com pedaços de pistacho e pó de ouro e o sorbet de limão com limonada de yuzu (citrino do Japão) com um pequeno amor perfeito (uma flor amorosa e deliciosa). E ainda pensamos nos sabores escolhidos e estes já estavam disponíveis para serem saboreados. As maravilhas da ciência que nos permite usufruir de um gelado e sorbet ultra rápido, como se de um acto de magia se tratasse.

A pureza do gelado/sorbet (menos cristais de gelo) sobressai, assim como a sua consistência mais cremosa. O sabor é indescritível de tão bom que é. E o melhor de tudo é que é sem adição de açúcar. Só a frutose da fruta. Sem glúten, sem lactose, adequado para celíacos e diabéticos.
Confesso, gostei de todos. Numa próxima visita, qui çá o de doce de leite e flor de sal ou o  de cerveja artesanal com caramelos crocantes ou um novo sabor (todos os dias há um novo). Ir ao mercado e inspirarmo-nos com a fruta fresca da época. Soubemos que vão haver outros sabores. O sabor da fruta e os toppings arrojados: detalhes mais que perfeitos. Temos que lá voltar para nos deliciarmos com cada um deles.
O mote é dar algo ao cliente que este aprecie e fazer as pessoas mais felizes. E deixem que vos diga que ser feliz no Laboratório do Gelado 196 é felicidade pura!

 Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>