Food Styling, Outros Sabores
comment 1

Dicas divertidas e originais para fotografar as suas receitas

Dicas1

Há quem diga que fotografar as próprias receitas não tem qualquer sentido e que é uma pura perda de tempo. Há ainda quem afirme que esta moda é passageira e que acabará, como tantas outras. No entanto, já percebemos que não é bem assim. Fotografar pratos e receitas, acabadas de fazer, tornou-se mesmo numa verdadeira arte, praticada por milhares de pessoas e seguida por outros milhares, um pouco por todo o mundo. E, tal como qualquer arte tem as suas técnicas, também este tipo de trabalhos exige certos conhecimentos, tanto de regras, como de truques, pois só assim o resultado pode surpreender e destacar-se no meio de tanta concorrência.

No entanto, mesmo que não seja propriamente muito fácil atingir a qualidade e a perfeição das imagens captadas pelos profissionais, existem várias formas de tornar as suas fotografias bem mais interessantes, engraçadas e criativas. Para isso, só tem que seguir as seguintes dicas:

Captar a imagem com o melhor ângulo: Encontrar o melhor ângulo é fundamental, pois este varia sempre consoante o tipo de alimentos que estamos a focar. Por exemplo, fotografar um prato de sopa será diferente do que fotografar uma travessa de bolinhos, acabadinhos de sair do forno. Por conseguinte, tente captar a imagem em ângulos apropriados ao prato em questão, mas que sejam inusitados e diferentes do habitual, tendo também a sensibilidade para perceber se existe algum pormenor ou característica do prato que deva realçar, para lhe conferir aquela originalidade que tanto deseja.

Dicas2

Brincar com o empratamento: Brincar com os alimentos é uma das opções mais criativas para fotografar comida. E não pense que é muito difícil fazê-lo, pois os alimentos são tão versáteis, que possibilitam a criação de imagens muito engraçadas e divertidas, quer sejam elas de animais ou de objectos. É, sem dúvida, uma das ideias que deve seguir, se realmente precisa de criatividade e de originalidade nas suas fotografias de comida.

Dispor os alimentos no prato de forma criativa: Não é só criando animais e objectos que consegue ter fotografias muito divertidas e perfeitas para exposição. A criatividade também pode – e deve – estar na forma como coloca os alimentos no prato e no local onde os coloca. Pode até criar figuras abstractas com pequenos riscos de condimentos ou de molho, mesmo que não se pareçam com nada em concreto. A ideia aqui é afastar-se do comum empratamento, daquele que fazemos diariamente. Assim sendo, deixe que a sua imaginação fale por si e seja o novo Picasso dos empratamentos. E, claro, registe tudo com a máquina fotográfica ou com o telemóvel!

Dicas4

Criar efeitos originais nas imagens: É sabido que as fotografias com efeitos ficam sempre mais singulares. Por isso, se tiver algum jeito para a edição de imagens, aproveite-o e faça magia com um simples click. Apesar de a desfocagem ser o efeito mais utilizado (focando e destacando apenas um elemento da fotografia, desfocando tudo o resto), há ainda várias outras possibilidades que podem fazer toda a diferença, como a modificação do contraste e da saturação das cores, a escolha de diferentes filtros, a colocação de outros elementos na imagem, de forma a fornecerem-lhe “vida”, etc. Hoje em dia, os editores estão tão avançados que nos permitem fazer autênticas obras de arte em poucos minutos. Portanto, explore-os bem e, acima de tudo, divirta-se!

Dicas3

Há umas décadas atrás, nunca se pensou que fotografar receitas e pratos de comida teria tão sucesso, que seriam criados tantos blogues ou perfis em redes sociais para a sua divulgação, e muito menos que existiriam fotógrafos profissionais exclusivamente dedicados a estes trabalhos. Verdade seja dita: esta arte veio para ficar e ainda vai dar muito que falar!

Texto: Zaask
Fotografias: VAZIOstudio

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>